Warning: implode(): Invalid arguments passed in /home/maeintegral/public_html/wp-content/mu-plugins/endurance-page-cache.php on line 463

Warning: implode(): Invalid arguments passed in /home/maeintegral/public_html/wp-content/mu-plugins/endurance-page-cache.php on line 463

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/maeintegral/public_html/wp-content/mu-plugins/endurance-page-cache.php:463) in /home/maeintegral/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase2.php on line 60
Plano de parto. Para que serve? – Mãe Integral

Plano de parto. Para que serve?

Hoje em dia é mais comum um bebê nascer por uma cirurgia cesariana do que por um parto normal. Mas, felizmente as mulheres estão acordando para mais um direito que lhes foi negado: o direito a posse do próprio corpo. E sendo assim, poder optar pelo tipo de parto que deseja e quais os primeiros cuidados que deseja que seu bebê receba (ou não). Isso tudo é claro, considerando uma gravidez que não seja de risco.

Sendo a sua gestação, uma gestação tranquila, imagine seu bebê ai dentro da sua barriga, quietinho, bem tranquilinho no seu soninho da tarde e de repente alguém corta a sua barriga e tira ele de dentro, assim sem avisar pra que ele possa se preparar? Daí já passam a tesoura cordão umbilical e ai ele tem que respirar, assim na marra, com meus pulmões. E você mamãe, coitadinha… com a barriga aberta ali, com um monte de gente em volta dela, apertando, costurando… e você sem poder fazer nada porque está anestesiada e tem que ficar ali, paradinha… esperando a hora de conhecer seu bebê.

Bom… mas essa cena não queremos pra nós (incluindo meu marido e bebê, claro). Desde que soube que estava grávida, fiz quase que uma seleção de emprego para escolher o médico que me acompanharia durante a gravidez e na hora do parto.

Tive uma baita sorte em encontrar a querida Dra. Roxana Knobel (uma obstetra com O maiúsculo).

Foi ela quem me apresentou a possibilidade do parto natural (até então só conhecia o normal e a cesária) e me deu a dica para participar do curso de gestantes do Grupo Hanami, onde experientes parteiras e doulas explicam bastante coisas sobre o parto natural, seja ele realizado em casa ou na maternidade.

Nos dias de hoje, muitas pessoas as pessoas estão numa fase de resgate, de voltar às origens… parece que as pessoas estão vendo que muitas coisas que se faziam antigamente é ainda a melhor forma de se fazer hoje em dia. Explico:

Antigamente minha avó fazia compras com sacolas de pano… e hoje parece que as pessoas estão voltando a ter esse hábito pra preservar o planeta. Antigamente as pessoas economizavam água e luz porque era caro… e hoje, economizam pra poupar não só o dinheiro mas também o meio ambiente. Da mesma forma com os alimentos. Na época dos meus avós, comia-se muito melhor com produtos orgânicos, naturais e saudáveis e parece que as pessoas estão voltando a ter esse hábito porque é, de fato, melhor pra saúde.

E parece que o mesmo caminho está acontecendo na medicina. Hoje em dia já se fala em partos normais e naturais antes de se pensar em uma cesariana. Pelo menos muitas mulheres estão fazendo essa escolha.

Por isso eu sempre aconselho a outras mamães leitoras e amigas aqui do blog a procurarem informações, pesquisar, perguntar… só assim elas podem, no que diz respeito a saúde delas e de seus bebês, escolher o melhor caminho.

Claro que não é pra decidirem fazer tudo sozinhas, sem acompanhamento médico nenhum. Existem ótimos médicos (como a nossa doutora) e esses médicos são fundamentais pra que a futura mamãe faça o pré-natal como manda o figurino. Só com esses fatores reunidos (sua pesquisa + bom médico + pré-natal) é que será possível dizer, ao final de tudo, se você está bem para ter um parto natural, normal ou… se houver algum risco para você ou para seu bebê, uma cesariana.

Como fazer um plano de parto?

Converse com o pai do seu bebê sobre suas idéias e pergunte as dele pra saber o que ele pensa a respeito do assunto. Tire as dúvidas com seu médico. E daí você pode anotar suas preferências num papel, identificado com seu nome e o de seu parceiro, e fazer cópias para vocês, para a parteira, para o médico e equipe médica.

Mesmo não sendo um documento obrigatório, o Plano de Parto representa a possibilidade de você exercer algum controle sobre suas preferências.

O que anotar em seu plano de parto?

  • Quem você quer que te acompanhe durante o parto: marido, mãe, irmã, etc.
  • Se vai querer um parto na água (se a clínica oferecer essa possibilidade)
  • O que vai usar para combater a dor: métodos naturais ou anestesias como inalação, peridural, etc
  • Se prefere que o médico faça uma episiotomia – que é aquele corte cirúrgico do períneo (pele que fica entre a vagina e o ânus) ou prefere deixar que, se houver o rompimento, seja de forma natural
  • Se vai querer tomar remédio pra indução do trabalho de parto ou se quer que ele comece naturalmente
  • Se vai querer ouvir alguma música que te deixe mais relaxada durante o trabalho de parto
  • Em qual posição deseja dar à luz: de cócoras, de joelhos, de barriga para baixo, etc
  • Se vai querer ter seu bebê sobre seu peito imediatamente após o nascimento
  • Se vai amamentar ou não

E não fique triste se na hora você mudar de ideia em algum item. Por exemplo, se tinha escolhido não receber anestesia e, no meio do trabalho de parto, não agüenta a dor e resolve tomar alguma anestesia, não se preocupe. É difícil saber sobre as dores que pode sentir quando o seu bebê estiver chegando.

E você também tem que estar preparada para o caso de acontecer algum tipo de emergência que ofereça risco para sua saúde ou do bebê. Nesse caso seu plano de parto vai ser ignorado. Se você tem um bom médico, ele certamente fará tudo o que for possível para satisfazer seus desejos, mas sempre terá como prioridade a sua saúde e a de seu bebê.

Nesse link do site Amigas do Parto tem um Plano de Parto um pouco mais completinho onde a mãe coloca itens que ela deseja que aconteçam durante o pré-parto, parto, cuidados com o bebê e cesariana (se houver).

Como será o meu plano de parto? Estamos fazendo o curso para gestantes do grupo Hanami e estamos tirando algumas dúvidas ainda. O que já decidimos é que eu vou tentar parto natural, mas vai ser na maternidade e não em casa.

É que, claro, tenho um pouco de medo das tais dores, mas vou tentar aguentar firme, tem até um exercícios que já andei pesquisando e até já postei sobre eles aqui > Exercícios na hora do parto reduzem chances de cesárea e dor

Estou pesquisando e vamos resolver tudo isso em família depois eu conto pra vcs como será nosso Plano de parto 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *